quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

As cores...

Os dias passaram
as noites frias instalaram-se
a neve arrefeceu-lhe a alma
e congelou-lhe o coração
tantas perguntas
outras tantas respostas
um único caminho
uma única resposta
tudo aquilo em que acreditava
estava ontem ali ao alcance da sua mão
cada dia foi uma oportunidade
uma nova descoberta
desfolhou um livro desconhecido
com a sensação de que os textos lhe eram comuns
pensou no amanhã com toda a força
de olhos bem abertos
sem medos
foi feliz em cada momento
por encontrar a outra parte perdida
que viria lhe mudar a vida
fazer observar o mundo com outros olhos
e apreciar novas cores
as cores do amor

domingo, 13 de dezembro de 2009

Numa manhã...

Acordou numa manhã
como tantas outras
em que a neve brilhava
no cume das montanhas
numa paisagem
a qual ainda não se tinha habituado
deixou-se ficar no vale dos lençois
onde havia pernoitado
outras tantas noites da sua existência
acordou com o perfume do inverno
e a luz do verão
a entrar-lhe no coração
Sorria sem o perceber
porque sentia o coração aberto
os sonhos presentes
guardava em cada parte do seu corpo
o toque macio dos dedos do destino
e ouvia o murmurar das nuvens
neste dia não diferente dos outros
ela brilhava como nunca
porque tudo lhe parecia mais belo
apenas ao alcance de um olhar
porque tudo se apresentava
de forma diferente a sua passagem
os sorrisos mais rasgados
os olhos mais cintilantes
porque alojava na sua retina
a imagem do amor de uma vida


sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Por entre choros e desabafos...

Por entre choros e desabafos

Encontrou algumas respostas
Por entre sorrisos e lágrimas
Perdeu a razão...
Por entre sonhos e nuvens

Acreditou mudar o mundo
Pinta-lo de uma cor quente
Que a faça lembrar que está viva
Apesar de se sentir com o coração morto...
Prometeu a ela própria resistir
Acreditar sempre,
Mesmo em momentos mais duros
Em que a razão se perde por entre pensamentos
Em que o choro lhe consome o ar
E as lágrimas lhe afogam os olhos...
Nesse dia de mudanças
Doia-lhe a alma, ardia-lhe o coração
Porque uma parte dela ficara ali

Do outro lado do vidro
Sem nada poder fazer
Sem nada poder mudar...
Queria mudar o rumo da história

Mas as cartas estavam lançadas
E nada se poderia mudar...
Não sentia a alma vazia
Mas sim fria
Uma parte dela ficara ali
Ao lado dele
Dois corpos que se separaram sem o querer

Mas duas almas unidas e inseparáveis
Hoje escreve-se mais um dia nesta página da vida

Hoje os sonhos parecem-me mais distantes
Mas o teu amor mais perto...
A distância tornou-se apenas um acessório
Uma prova que nos vai fortalecer e favorecer
Porque o amor está ai
E onde ambos estivermos...
Amo-te sim, apenas a ti...


sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Por ai...

Ela deambulava pelas mesmas ruas
de uma cidade outra hora perdida
uma cidade em que as luzes
se abriram a sua passagem
em que o seu sorriso se rasgou
em cada esquina, em cada recanto...

Talvez se sentisse livre
talvez se sentisse solta
das memórias de que tanto se lamentava...

Caminhava lado a lado
de uma sombra mágica
sem medo
pronta a agarrar o que tanto procurava
o que tanto acreditava...

Hoje as luzes voltam
a se acender a sua passagem
e ela simplesmente brilha
de tanto amar...


sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Palavras ocas

Ela fechou os olhos
fechou a alma e o coração
pensava sentir paz
mas apenas ficaram as mágoas
não tem forças para mudar
porque não acredita ser capaz de o fazer
sentiu-se em tempos
livre como o vento
hoje vive presa
entre as paredes de um tormento
que aparece sem avisar
não sabe o que ser
nada do que vê é real
tudo uma breve ilusão
hoje esconde-se
à sombra das palavras
porque a luz que um dia teve
se perdeu assim
numa noite de silêncios
e lágrimas sem fim
ficam palavras ocas
sem sentido
de uma vida sem significado...

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Incertezas...

Deitou-se numa cama fria
Adormeceu sem ter tempo de aquecer
sem pensar na vida
ao contrário de todas as outras noites...

Pela manhã acordou
como se uma folha da vida
tivesse sido escrita na noite anterior
será que sente novamente?

Deslizou pelas curvas da casa
sentou-se no sofá
acendeu o primeiro cigarro do dia
e perdeu-se nos seus pensamentos...

Procurava pistas nas palavras dele
num passado oculto
viu que era humano
e que amou de formas diferentes...

Sente-se confusa
perdida entre um mar
de palavras passadas
e o mistério das palavras do futuro...

domingo, 8 de novembro de 2009

Furacão...

Um furacão de emoções
que lhe percorre o corpo
sem forma de sair
até que tudo explode
em nuvem de lágrimas ou sorrisos
vive assim sem o contrariar
porque simplesmente
sente e vive a vida...


Um conjunto de poeiras
de sonhos perdidos
de imagens esquecidas
atormentam-lhe o sono
em retalhos de memorias
que disparam
nos seus pensamentos
sem os conseguir controlar...


Levanta-se na noite
com um furacão de ideias
que se encarnam em palavras
procurando o sentido
ao que a fez despertar
desse sono interminavel
e liberta o que a consome
num furacão de linhas irregulares...


sábado, 7 de novembro de 2009

Maré...


A maré baixa levou-lhe as mágoas
a maré alta devolveu-lhas
na areia macia ficaram as marcas
em pegadas apagadas pelo vento
que lhe acariciava o cabelo
numa dança interminável
de carícias e sensações...


Em segredos escondia-se
como se a verdade fosse inútil
guardou os seus sonhos
em linhas que percorrem o seu corpo
sem sentido aparente
mas com validade eterna
em cada centímetro de pele...


Afastava-se do espelho
para não observar as sombras
que habitavam no seu corpo
escondia-se da luz para não voltar a ter cor
vivia assim tendo como única prova
de que estava viva
o seu coração que batia...


Recebia a solidão a cada olhar desconhecido
em cada passo dentro de casa
sentia que o frio não era o mesmo
de outros invernos passados
esse vinha de dentro do seu coração
e espalhava-se no olhar
numa triste noite longe do mar...


Memorias...

Por entre ruas e mais ruas
caminhava de cabeça baixa
lembrando-se das outras vidas

que desconhecia...

De sorriso esquecido
olhos fechados à luz
mãos amarradas às memórias
suspirando...


Será esta a vida das vidas?
das vidas perdidas
ou das vidas que se perdem
para se encontrarem...


Nuvens de poeiras
formaram-se à sua passagem
tudo o que ficou se perdeu
tudo o que viu não existiu...


Soltou-se por essas ruas
numa noite que pareceu eterna
apenas o vazio sem limites
e sem compreensão...


Hoje acordou finalmente
e vê que tudo o que sentiu
por essas ruas obscuras
não passa de memórias...

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Lembrei-me de mim...

Hoje lembro-me de todos os sonhos,
De partes das minhas memorias...
De amigos que perdi.
De amigos que ganhei...
De sorrisos que partilhei...
De amores desencontrados,
De magoas afogadas em lagrimas...
De sorrisos brilhantes,
De sorrisos apagados...
Hoje lembrei-me de mim...


sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Vida...

Descobri que a vida é uma caixa de sonhos...
Um livro que se aprende a gostar a cada pagina,
Em casa linha, em cada momento...
Procuramos sonhos perdidos,
Estrelas inalcansaveis...
Procuramos nos encontrar,
Em cada hora e em cada minuto que passa...

Viver é não ter medo de perder,
É lutar por tudo e por nada...
É sonhar com a chuva de madrugada...
É simplesmente deixar acontecer...

A vida é isto...
O que procuramos ser sem saber...
É viver em funçao do que se vê,
E do que se sente...
É subir a mais alta montanha sem temer...
É adormecer sem ter medo de não acordar...
É um desafio constantemente a mudar...


Viver é não ter medo de perder,
É lutar por tudo e por nada...
É sonhar com a chuva de madrugada...
É simplesmente deixar acontecer...


Hoje sei que a vida parece uma ilusao...
Mas o que seria o mundo sem ela?
Vida és passado que dança com o futuro...
És o incerto que se faz certo...
Um caminho que percorro,
Em que a cada curva a cada esquina,
Me perco nos seus segredos interminaveis...


Viver é não ter medo de perder,
É lutar por tudo e por nada...
É sonhar com a chuva de madrugada...
É simplesmente deixar acontecer...

Uma letra de uma balada que nasceu assim do nada...




Injusto...

Apetecia-me gritar,
Para libertar o que sinto...
Apetecia-me fazer tudo,
Para o tempo voltar atras...
Não quero acreditar...
Que os teus sorrisos,
Não os voltarei a ver...
Que não te voltarei a abraçar,
Que não te voltarei a ver,
Sem ser nos meus pensamentos...
Triste vida esta,
Que nos leva as pessoas que amamos...
Sem sequer termos tempo,
De nos despedirmos delas...
Doi-me o coração...
Doi-me a alma...
Mas tenho que te dizer adeus,
Porque deste mundo ja não fazes parte...
Mas no meu coração,
Vais ter sempre lugar...



Catia uma estrela que se apagou a 27/10/09

3 estrelas a brilhar...
Falta-nos a do meio...:(

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Como?

Como podem existir pessoas tao crueis?
Que nem se apercebem,
O quanto podem magoar com palavras...
Por vezes penso,
Que tudo a minha volta esta errado,
Outras vezes,
Que o unico erro sou eu....


Falta-me...

Faltam-me os sonhos de outros tempos...
Faltam-me os sorrisos rasgados...
Faltam-me os carinhos de outros momentos...
Falta-me a força que ja tive...
Falta-me o ar...
Falta-me o amor que me aquecia o coração...
Falta-me tudo,
Tendo tudo o que preciso para sobreviver...

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Leva-se tempo...

Leva-se tempo a ver
Quando não queremos entender
O que se passa a nossa volta
Leva-se tempo a entender
Que as pessoas não são como nos queremos
Nem como gostariamos
Leva-se tempo a descobrir
Que a vida não é o que escolhemos ser
Mas o que ela faz de nos
Imperfeitos somos o que somos
Leva tempo a aceitarmos
Que nada se pode mudar
Que o tempo passa
E contra ele não podemos lutar
Leva-se tempo
A nos aceitarmos
Tal como o somos




quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Liberdade...

Liberdade és minha,
Conjunto indefinido de linhas...
Linhas do passado e de um futuro,
Sonhos inacabados de uma vida imprevisivel...
Liberdade...
Liberdade de ser diferente e igual a todos...
Liberdade de te criar,
E de te gravar em mim...
Unidas para sempre,
Dizes tudo de mim...
E escondes-me no teu segredo...
Liberdade sou eu...
Liberdade és tu...







sexta-feira, 2 de outubro de 2009

O que fazer??

O que fazer de um sorriso como o teu??
Rega-lo todos os dias com amor...
O que fazer com as tuas lagrimas??
Seca-las e chorar contigo...
O que fazer dos teus sonhos??
Lutar por eles e nunca desistir...
O que fazer do teu coraçao??
Ouvi-lo mais vezes do que a cabeça e a magoa...
O que fazer de ti??
Guardar-te a 7 chaves...
Porque és um tesouro para quem te ama...
Todos os dias e todas as horas...



Adoro-te todos os dias do ano...:)




segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Hoje...

Hoje penso na vida que tenho,
Nos sonhos que alimento a cada dia...
Hoje penso em mim e não nos outros,
No que espero construir,
No rumo que a minha vida vai levar,
Nos caminhos que vou seguir,
Nos caminhos que percorri até hoje...
Penso que tudo teve um sentido,
Para me dar sentido...
Assim me construi a cada passo,
A cada momento,
Com lagrimas, sorrisos...
Sou o que vêm...
Sou o que lêm...



quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Como foi possivel?


Como foi possivel,
Acreditar tanto numa mentira...
Acreditar tanto numa miragem,
Um sonho que sempre viveu longe...
Como tu...
Sempre longe...
Como fui capaz de viver assim?
Pensar em ti,
Esperar por ti...
Quando na verdade o tempo passou,
E apenas este amor ficou...
O meu, não o teu...
Não o nosso...
Uma mentira,
Uma farsa...
Cada vez acredito menos,
Que se possa viver neste mundo de amor...
Acredito que apenas existem pessoas egoistas e egocentricas,
Capazes de usar e manipular...
E no fim...
Largam as pessoas como objectos usados...
Gostava de ser assim,
Manipular, usar, egoista...
Mas não o sou...
Mas vou aprender a ser...
Porque viver-se assim apenas nos aprende,
A defender de quem apenas nos vai magoar,
Como me vou defender de ti...
Porque não mereces o meu amor,
E muito menos me mereces a mim...



sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Ela...

Ela não é capaz de compreender o mundo,
A forma como as pessoas se vêm, se usam...
Não se conforma a ideia,
De ter que simplesmente viver assim,
Apenas por ela...
O mundo que hoje a rodeia,
Não é quente de emoções,
é vazio de sorrisos e de amor...
Um mundo...
Apenas um mundo,
Em que ninguém acredita em ninguém,
Em que o egoismo esta sempre presente...
Em que o orgulho dos seres,
Apenas permite sentir da forma mais fria...
Um mundo em que as relações são superfluas,
Em que cada um de nos,
Volta ao seu estado mais primitivo,
Para satisfazer necessidades pessoais...
O mundo que ela pensava viver era bem diferente,
Mas não é capaz de mudar nada...
Ela representa todos os seres,
Que caminham a procura de um sentido,
Que cada vez faz menos sentido...
Ela tem um olhar que perdeu a cor,
Cansada de inseguranças,
De falsas promessas,
De ser vista e usada como mais um objecto,
Um simples artefacto,
Que fica bem para decorar a vida...
Ela...
Ela hoje vê que a vida,
Não passa de uma sequência de dias...
Em que ser feliz depende apenas das suas palavras,
E não das que ela sempre esperou ouvir...
Ela sou eu...
Somos todos nos...
No momento em que abrimos os olhos...
E ainda tentamos salvar a nossa identidade...
Eu sou tu...
Apenas um ser humano que cada vez que se procura,
Se perde em labirintos de respostas...

Ela...



segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Summer 09

Pois é amigos este blog nem sempre foi assim,um blog de poemas...Tudo começou de uma forma bem diferente,mas nunca acabou...Por aqui vivem pensamentos meus em imagens,talvez seja narcisista como ja o disseram,mas não me faz muita diferença que o digam...
Hoje decidi partilhar o resumo em imagens dos ultimos meses,meses de amores desamores,e de muita mudança nesta minha vida...Basta olhar ali para cima...:P

Beijos da ci e até sempre



domingo, 6 de setembro de 2009

Impossivel de entender...


Não consigo entender,
Porque acredito tanto em ti...
A ideia de te ter,
De que precisas de mim,
De que o teu coração precisa de mim,
Para curar essa ferida ainda aberta...
Não consigo entender,
Como o meu amor persiste...
Como o meu coração não desiste...
Mesmo quando a minha força se perde,
Os meus sonhos ficam cada vez mais distantes...
Tu existes,
Tu vives nos meus pensamentos,
Nas minhas noites em branco,
Em todos os momentos...
Não me sais do pensamento,
Do coração...
Amo-te tanto...
Que nem sou capaz de o explicar...
Apenas de o sentir,
E de to fazer sentir...
Não resistas,
Vem até mim...
Não procuro um amor...
Procuro-te...



quinta-feira, 3 de setembro de 2009

A tua existência...


Obrigado por existires,
Por fazeres com que as tuas palavras,
Me acordem quando adormeço de tristeza...
No mundo existem pessoas,
Que marcam as nossas vidas...
Tu fazes parte da minha,
Para todo o sempre...
Não interessa como te conheci,
O que importante é que estava destinado,
A eu encontrar a minha irmã perdida...
Irmã de sonhos...
De lagrimas...
De alegrias...
De todas as horas e momentos...
As palavras são poucas,
Para descrever a tua beleza interior,
Uma beleza que poucos conhecem...
Tal como eu, és dificil de entender,
Mas possivel para as pessoas certas...
Posso ter uma solidão,
Que por vezes me queima a alma,
Porque sem o amor sou barco a deriva...
Mas enquanto existires,
Sei que me vais acordar desse sono,
De desilusão e tristeza...
Adoro-te pelo que és...
Por tudo...
Minha irmã de coração...

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Cinzas...


O meu ego entrou num elevador e cortaram-lhe os cabos...
Depois da queda livre nada ficou...
Restam cinzas que o vento esta a espalhar...

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Cansada...



Estou vazia, cansada,
De viver de sonhos perdidos....
De amor não correspondido,
De viver de magoa...
Hoje tenho o coração carbonizado,
Os sonhos apagados...
De mim restam cinzas de sonhos,
Que me pareciam tao reais...
Tão possiveis...
A vida leva-me a entender,
Que nada faz sentido,
Eu não faço sentido...
Não tenho lugar aqui,
Nem em qualquer lugar do mundo...
A tristeza contra a qual tanto lutei,
Em cada dia, em cada momento,
Consome as poucas forças que ainda tenho...
As lagimas ja não me limpam a magoa,
A fome desapareceu do meu corpo...
Para quê tanto sonhar?
Para acabar assim...
Sinto-me a morrer aos poucos...
Os meus gitos não se ouvem,
Porque ninguém os quer ouvrir...
Porque não sou nada...
A coragem que em tempos não tive,
De acabar com tudo...
Esta aqui...
Tudo tem um fim...
Da minha passagem neste mundo,
Nada ficara...
Porque nada fui para ser lembrado...

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Indefinido...


Por muito que escreva...
Por muito que me descreva...
Vão me faltar sempre as palavras...
Porque na verdade,
Sou o que não sei que sou...
O que ainda não fui capaz de descobrir...
Ou talvez apenas um sorriso vazio...

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Aprendi tudo contigo...


Neste meu mundo vazio,
Sei que o teu amor sera sempre meu...
Chorei ao teu lado,
Aprendi a sorrir contigo...
Se soubesse o quanto me fazes falta,
O quanto so tu me entendes,
O quanto so tu me aconchegas...
Cada vez que me olho ao espelho,
Lembro que so tu me fazes ser o que eu sou...
Perfeita ou imperfeita,
Amas-me sempre da mesma forma...
és meu passado,meu futuro,
és a fonte da minha vida...
és o que seras sempre...
A mãe dos meus sonhos,
A mãe da minha vida...
Amo-te por aquilo que fizes-te de mim,
E pelo orgulho que tens em mim...
Linda e perfeita so tu...
Amo-te minha mãe querida...


segunda-feira, 24 de agosto de 2009

O mais belo tesouro da vida...


Hoje escrevo para ti,
As saudades sao tantas,
Desta minha luz da manhã...
Acordar e ter o teu sorriso,
é o mais belo presente do mundo...
Tanto amor,
Tanto carinho,
Tanta sinceridade neste teu olhar...
és a mais bela obra divina na minha vida,
E prometo te proteger,
Em cada momento e em cada hora...
Meu anjo,
Minha flor...
Sem ti o meu mundo seria cinzento...
Amar-te-ei eternamente...


quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Viver de amor...


Amor,
Palavra de todos os sentidos,
E que nos faz perder os sentidos...
Sou mulher,
Sou sonhadora,
Escolhi viver do amor das minhas palavras,
E das palavras que o descrevem...
Os dias passam,
Os sentimentos por vezes tornam-se confusos,
A confusao cega os meus olhos e as minhas palavras...
Nestes textos dançam as minhas emoçoes,
Nestes textos espelha a minha razao de ser...
Neste meu mundo por vezes nada faz sentido,
E tudo faz sentido...
Hoje abri os olhos,
Hoje amo mais que sempre as minhas palavras,
Hoje estou pronta a viver com esse amor...

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Os dias passam...


Os dias passam, as noites passam,
Cada segundo,
é como uma linha traçada no horizonte...
Um horizonte de solidão,
Nestas noites sem fim...
Como doi adormecer,

Sem o calor de um abraço...
E acordar sem um sorriso de magia...
Como é dificil viver,
Sem prever o amanhã...
Sem sentir o amor,
O verdadeiro amor...
Sinto-me tão so,
Tão incompleta...
Aprendi que o amor se constroi,
Mas hoje vejo,
Que em cada pagina que viro nesta vida,
Nada fica para recordar...
Partes de mim ficam para tras,
Perdidas no tempo...
Como é dificil ver que a solidão vive ao meu lado,
Sem dia nem hora de partir...
Sou livre para amar,
Mas sem amor na linha do tempo...


Sonhar...


Sonhar faz-nos acreditar por vezes no impossivel,
Mas esse impossivel é o que tanto queremos,
Que somos incapazes de desistir...
E assim se passam os dias,
A lutar pelo que apenas nos acreditamos,
A espera que o tempo passe,
E o impossivel seja possivel...



segunda-feira, 17 de agosto de 2009

O que ficou de mim?

Hoje apercebi-me,
Que as minhas palavras nao sao as mesmas,
Eu nao sou a mesma,
O meu sorriso nao é o mesmo...
O que ficou de mim?


terça-feira, 28 de julho de 2009

Viver é...

Viver sem amor é como um ceu sem estrelas...
Hoje sou estrela sem ceu...
Não nego amar-te...
Mas amo-me mais a mim...

I believe in me and I believe in you...

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Sem definição


Hoje sei que o amor nunca esteve tão perto do odio...
Sei que preciso de ti,
Mas não consigo viver assim contigo...

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Vazia de mim

Mais uma noite vazia...
Aperta-me o coração,
Falta-me o ar...
Não sei como libertar esta angústia,
Que se apodera de mim.
Dos meus dias...
Estou presa na teia das palavras sem sentido,
Porque tudo em mim,
Perdeu o seu sentido...
O sofrimento entranha-se,
Nos meus pensamentos,
A tristeza liberta-se numa cascada de lágrimas,
Vindo dos meus olhos...
A saudade corta-me o corpo lentamente,
Sentindo cada corte, cada centímetro,
Mais profundo e mais doloroso...
Falta-me a voz,
A coragem para ver o dia de amanhã...
Hoje os pesadelos assombram os meus dias,
Sem tempo nem hora de acabarem,
E a cada momento revelam,
O ser insignificante que sou,
E que sempre fui aos olhos de todos e de ninguém...
Da noite vim,
Para a escuridão volto...
Vazia de mim...

sexta-feira, 29 de maio de 2009

O sonho dos sonhos...


Talvez hoje consiga finalmente,
Respirar fundo,
E dormir o sono dos sonhos...
Nasci para fazer o que amo,
Por isso sei que todos os meios.
Para alcançar esse fim,
Foram os certos...
Viro a cada momento,
Uma pagina desta vida...
Uma vida,
Não diferente das outras,
Mas apenas minha...
Guardo cada momento passado,
Como o mais belo tesouro de sempre,
Hoje estou onde devo estar...
Sozinha neste meu céu sem mar...
A pensar em mim,
Nas saudades,nos sorrisos,
Que vou descobrindo,
E que guardo a cada dia...

quinta-feira, 23 de abril de 2009

A hora de viver...

Amigos...

Venho desta forma justificar a minha ausencia....
Como a maioria dos meus seguidores sabe, sou enfermeira, a luta por um emprego digno fez-me sair de portugal...Estive um ano fora sem nunca desistir de voltar para o meu pais...Finalmente voltei mas por pouco tempo...A minha vida profissional tornou-se impossivel, por isso voltei de onde sinto que nunca deveria ter saido...Neste momento estou na Suica a 3 semanas...Dai a eu ainda nao ter internet nem tempo para me dedicar a este meu mundo...

A vida é feita de mudanca...
E a minha é uma mudanca...

Beijos amigos...

PS: desculpem a falta de acentuacao aqui os teclados sao diferentes...dai os erros..

Até sempre amigos

domingo, 5 de abril de 2009

Livre...

Hoje sou livre,
Livre como o vento...
Sigo o meu destino,
Como as ondas do mar...
Ao sabor do vento...
Ao sabor dos sonhos...
Olho para o horizonte,
E sei que a este mar,
Vou voltar...
Fecho os olhos...
Levam-me os sonhos...
Levam-me as nuvens...
Até um dia,
Praia da minha vida...
Ficam os meus sorrisos,
Marcados na areia...
Parte de mim...
Nessas pegadas,
Parte do meu mundo...
Sou livre para ir,
Livre para voltar...
E deixar marcas de mim,
Nesta areia,
A tua areia...
Até um dia...
Praia do meu presente....
Praia do meu futuro...
Praia dos meus sonhos...

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Reflexo...

Reflexo dos meus sonhos,
Reflexo de uma alma,
Num espelho de magia...
Reflexo de um sorriso,
Sorriso com brilho de lua,
Afogada em mar...
Duas de mim...
Um presente e um futuro,
Divididos por um espelho,
Um espelho de luz ,
De poeira cósmica...
Duas almas em busca de liberdade,
Uma alma positiva,
Que não vive sem a negativa...
Assim sou...
Dois reflexos...
O sorriso quente e a amarga tristeza...
Duas partes de mim...
Sem as quais eu não teria sentido...
Um sorriso...
Um choro...
Um reflexo de mim...


quarta-feira, 25 de março de 2009

Almas gémeas...

Acredito,
Que as almas gémeas,
São nuvens de luz,
Feitas de sonhos,
Que vivem ,
Para se unirem....
São amores desencontrados,
Sempre ligados,
Pelo amor intemporal...
Sei,
Que o destino é incerto...
E que o tempo me leva,
Para um novo horizonte...
Sei,
Que a minha alma gémea existe,
E que o destino,
Me levará até ela,
Nesta vida,
Ou numa próxima...
Porque o amor é intemporal...
E a unica coisa,
Que o destino,
Não consegue controlar...
Espero que a minha alma,
Encontre a
tua...
E no infinito,
Formem uma só...
Um só sonho...
Um só desejo...
Um só amor...


sábado, 21 de março de 2009

domingo, 15 de março de 2009

Viver para mim....

Hoje...
Finalmente percebi...
Que o erro foi meu,
Moldar-me a ti....
A espera do mesmo...
Ficar com os restos do teu tempo....
Viver a tua sombra...
Errei por pensar,
Que o amor seria assim...
Errei por me acomodar...
Agora acordo e vejo,
Que ainda é tempo...
De me encontrar e de lutar...
Não por ti...
Nem por nós ,
Porque isso não existe....
Lutar por mim,
Pelo meu amor próprio,
Que quase se perdia...
Vou viver...
Viver para mim...
Lutar pelos meus sonhos...
Ir até eles...
E procurar o verdadeiro amor,
Libertando-me desta ilusão...
Em que vivi...
Hoje acordei...
Porque estou viva...
E o meu limite...
É o infinito...

sexta-feira, 13 de março de 2009

Com verdade...

Porquê?
Porque me sinto assim?
Fechada entre quatro paredes,
Tudo parece mais facil...
Fecho os olhos,
Cansada de os abrir...
E de nada ver...
Gostava que o tempo,
Voltasse atrás...
Sou incompreendida,
Tudo a minha volta,
Perde o sentido,
A minha passagem...
Os meus sonhos,
Cada vez mais distantes...
O amor afasta-se de mim,
Porque não sei viver sem ele...
Nem com ele...
Sou aquilo que vês...
E não o que desejas que eu seja...
Sou o pesadelo,
Que te atormenta os sonhos...
Sonhos apenas teus...
Não nossos...
Uma verdade que doi,
Que quer ser omitida...
Mas a verdade jamais se esconde...
Mesmo que a magoa venha,
Porque a mentira,
Essa sim destroi tudo...
Com verdade te disse,
O que tinha fechado em mim...
Com verdade fico aqui...
Neste meu mundo,
De quatro paredes...
Porque aqui,
Sou eu mesma...
E não o que querem que eu seja....
Se alguma vez me procurares,
É onde estou...
Mas não esperes que eu te espere...
Porque a minha vida é de dois dias,
O hoje e o amanhã...

quarta-feira, 11 de março de 2009

Pedi...

Pedi ao tempo magia,
Tempo para sonhar...
Tempo para amar....
Pedi aos sonhos,
Sorrisos...
Sorrisos de sonhos...
Pedi ao mar,
Calma...
Inspiração...
Pedi para me despertar....
Pedi ao mundo,
Para me ouvir...
Para acreditar em mim...
Hoje peço...
Ao céu dos meus sonhos...
Que não me tire o brilho,
Porque só agora começei a brilhar...
Hoje sou poeira de sonhos...
Hoje sou o resto de uma luz,
Que aprende a voltar a brilhar...
Sou brisa de mar ao anoitecer...
Lua afogada na noite...
Sou o que não escolhi ser...
Mas apenas o que aprendi a ser...

quinta-feira, 5 de março de 2009

Desafios e selos...:P

Selo... "Olha que blog Maneiro!"
A menina de ninguém só me faz disto


As regras são:

1- Exiba a imagem do selo "Olha Que Blog Maneiro".

2- Poste o link do blogue que te indicou.

3- Indique 10 blogues de sua preferência.

4- Avise seus indicados.

5- Publique as regras.

6- Confira se os blogues indicados passaram o selo e as regras.

7- Envie sua foto ou de um(a) amigo(a) para
olhaquemaneiro@gmail.com juntamente com os 10 links dos blogues indicados para verificação.

Caso os blogues tenham repassado o selo e as regras correctamente, dentro de alguns dias você receberá 1 caricatura em P&B.

8- Só vale se todas as regras acima forem seguidas.

Os blogues a quem atribuo o selo são:

http://amaralnascimento.blogspot.com/

http://gothicum.blogspot.com/

http://profeciaeterna.blogspot.com/

http://rafeiroperfumado.blogspot.com/

http://cores-de-outono.blogspot.com/

http://nanny-seila.blogspot.com/

http://anjodecor.blogspot.com/

http://cidchen.blogspot.com/

http://lurainbow.blogspot.com/

http://paulpi.blogspot.com/

E mais um desafio...

Continua a menina a me desafiar...

http://ameninadeninguem.blogspot.com/

Cá vão as regras do jogo:

1- Colocar o link de quem te indicou para o meme-selo;

2- Escrever essas 5 regras antes de seu meme para deixar a brincadeira mais clara;

3- Contar seis factos aleatórios sobre você (essa é a proposta da brincadeira)

4- Indicar seis blogueiros para continuar a brincadeira;

5- Avisar esses blogueiros que eles foram indicados.

Seis factos aleatórios sobre mim:

1º- Sonhadora a tempo inteiro;

2º- Sou extrovertida (hiper sorridente....:P);

3º- Sou uma enfermeira doida...:P;

4º-Adoro ler e escrever;

5º- Tenho mau feitio...:P;

6º- Vivo para amar e ser amada...

E as minhas vitimas são...(ah ah ah):

http://amaralnascimento.blogspot.com/

http://rafeiroperfumado.blogspot.com/

http://nanny-seila.blogspot.com/

http://cores-de-outono.blogspot.com/

http://anjodecor.blogspot.com/

http://paulpi.blogspot.com/

Fico a espera das respostas...:P


quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Hoje...

Hoje...
Refugio-me aqui,
Neste meu mundo,
De sonhos,

Plantados ao luar...
Espero...

Calmamente,
Pelo momento...

Em que terei,
Não todas,
Mas algumas respostas...
Do rumo que a minha vida,
Deverá seguir...
Hoje...

Sento-me aqui,
No meu sofá de sonhos...

E espero...
Espero para não desistir,
Espero para acreditar...
Espero por mim...

Espero...
Por acreditar em mim...


quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Cada dia...

Hoje voltei a te escrever...
Nao estou perdida,

Nos meus sonhos,
Mas perdida,

De amor por ti...
Cada momento,

Ao teu lado é magico,
Cada sorriso,

Que partilho contigo é unico,
E apenas teu...
Cada segredo teu é meu...
Cada segredo meu é teu...
Amo-te a cada momento...
Amo-te a cada passo,
Que dou ao teu lado...
Amo-te assim,
Com o meu olhar,
Com o meu sorriso...
Assim te amo...
Simplesmente,
Assim....

Cada vez,
Que olho nos teus olhos,
Perco o equilibrio...
Cada vez,
Que te abraço,
Sinto vontade,
De me colar a ti,
A espera que o tempo pare...
Cada vez que te beijo,
Agradeço-te,
Pela vida que me dás...
Em cada carinho,
Em cada carícia...
Cada dia que passa,
Descubro,
Que a vida nao é perfeita...
Mas ao teu lado,
É mais facil,
De a viver a sorrir...
Por isso meu amor...
Te amo com palavras,
Com carinhos...
Com sorrisos e lágrimas...
Assim te amo...
Amor...
Amor meu...
Meu amor...

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Triste assim...

Sinto-me...
Assim...
Uma tristeza,

Sem fim...
Uma nódoa,

No infinito...
Luto diariamente,
Para te alimentar,
Esperança...
Quando na realidade,
A pouca que me resta,
Morre a cada dia...
Surgem sorrisos falsos,
Para camuflar,
Uma dor escondida...
Sinto-me a caminhar,
Passo a passo,
Com o azar...
Sinto-me,
Assim...
Cheia de amor...
Mas vazia,
De mim...

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Voltar...

Hoje voltei,
A te escrever...
Nao estou perdida,

Nos meus sonhos,
Mas perdida,

De amor por ti...
Cada momento ao teu lado,

é magico,
Cada sorriso,

Que partilho contigo é unico,
E apenas teu...
Cada segredo teu,

é meu...
Cada segredo meu,

é teu...
Amo-te a cada momento...
Amo-te a cada passo,
Que dou ao teu lado...
Amo-te assim,
Com o meu olhar,
Com o meu sorriso...
Assim te amo...
Simplesmente,

Assim...

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Tempo...

Tempo...
De mudar,
E traçar novos destinos...
Tempo...
De viver,
Sonhos mágicos,
Sonhos inacabados...
Tempo...
De sorrir,
E libertar o amor,
Que cresce em mim...
Tempo...
De criar laços,
Que vão seguir caminho,
Ao meu lado,
Lado a lado...
Tempo...
De sonhar,
De olhos abertos,
E continuar a sonhar,
De olhos fechados...
Tempo...
De ser o meu tempo...
O nosso tempo...
O tempo de te amar,
De me amares...
De te descobrir,
Em cada sorriso,
Em cada beijo...
Em cada momento...
Tempo...
De ser feliz...

sábado, 10 de janeiro de 2009

Um sorriso gelado...

A neve cai em mim,
O frio gela as minhas mãos,
Mas aquece-me o coração...
Solto sorrisos incansáveis...
Observo a minha volta,
Tudo mais puro....
Tudo tão simples...
Ser feliz é assim...
Simples...
Como os flocos de neve...
Basta abrir o coração,
A nos próprios...
Sorrir...
Sorrir...
E apenas sorrir...
Sorrir para amar,
Amar para sorrir...
Soltar o coração,
Aos sonhos...
Beijar a vida...
Sonhar a sorrir...
Sorrir para sonhar...
Sorrir...
Sem pensar no amanha...
Porque hoje,
é um dia único...