quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Como foi possivel?


Como foi possivel,
Acreditar tanto numa mentira...
Acreditar tanto numa miragem,
Um sonho que sempre viveu longe...
Como tu...
Sempre longe...
Como fui capaz de viver assim?
Pensar em ti,
Esperar por ti...
Quando na verdade o tempo passou,
E apenas este amor ficou...
O meu, não o teu...
Não o nosso...
Uma mentira,
Uma farsa...
Cada vez acredito menos,
Que se possa viver neste mundo de amor...
Acredito que apenas existem pessoas egoistas e egocentricas,
Capazes de usar e manipular...
E no fim...
Largam as pessoas como objectos usados...
Gostava de ser assim,
Manipular, usar, egoista...
Mas não o sou...
Mas vou aprender a ser...
Porque viver-se assim apenas nos aprende,
A defender de quem apenas nos vai magoar,
Como me vou defender de ti...
Porque não mereces o meu amor,
E muito menos me mereces a mim...



6 comentários:

vício disse...

que poema tão sentido!

(é um poema, não é?)

ci disse...

é vomitado de palavras...certo?

Gothicum disse...

...sem palavras...espero que estejas bem!

Voltei...acabou o Eremitismo...

Nova morada mesmo espaço!

Abraço Ci

ci disse...

Gothicum- ja la vou veriii...:P

PS: tb ja tenho mais um cantinho...depois vai la espreitar...

Beijo da ci

Rafeiro Perfumado disse...

Espero que este poema não seja um relato de acontecimentos recentes, CI. Um beijo e ânimo!

ci disse...

Digamos que ja se tornou habito na minha vida aontecimentos desses...

Beijo da ci