quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Intensamente

Intensamente tocar
numa alma
esquecida pelo tempo
orquídea selvagem
olhar de fogo
mulher ardente
relâmpago em alto mar
indomável no ser
incomparável no sentir
das mil e uma noites
renascida
flor de amor
veneno em boca
doce tentação
breve e longínqua ilusão
de um coração preso
que ama sem razão
cega de amor
amor
com sabor
o teu sabor


2 comentários:

FlorAlpina disse...

Olá,
Bonito poema!

Bjs dos Alpes

ci disse...

Beijo dos Alpes também