segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Poeira de sonhos...

Sou poeira de sonhos,
Varrida pelo destino...
Nao sei para onde o vento me leva,
Mas sei que o meu fim é no mar...
Quando for capaz,
De dissolver as minhas magoas...
E todas as ilusões,
Que criei neste meu mundo...
Ilusões de pensamentos,
De ideias,
De momentos...
Momentos até hoje que pareciam verdadeiros,
Mas que se revelam falsos a cada instante...
Sinto-me como se adormecesse com o calor do sol,
E acordasse com o frio da neve...
Mas hoje sei o que sou...
Sou poeira de sonhos...

2 comentários:

PavlovDoorman disse...

A menina escreve muito bem, ainda que palavras tristes...

Resta esperar que seja uma poeira, de pós mágicos...

ci disse...

Sao pensamentos...desabafos...sou eu em cada palavra...

*