segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Doi-me...

Dói-me o corpo,
Dói-me a alma...
Sufoco entre quatro paredes...
Queria ter força,
Queria ter coragem,
Para acabar com tudo...
Os medos tiram-me o ar,
Agonio com os pulmões vazios...
Grito sem voz,
Porque a voz também a perdi...
Perdi os sonhos...
Perdi-me a mim...
Desejo desaparecer do mundo...
Morrer de sonhos,
Que nunca fui capaz de viver...


2 comentários:

PavlovDoorman disse...

Isso cheira-me a gripe Menina Ci...

Um conselho. Os sonhos são para ser vividos e não enterrados...

Beijinho

ci disse...

Vou "acreditar" no teu conselho...

*