terça-feira, 9 de setembro de 2008

Tormento...


Gostava de entender o mundo que me rodeia,
Não me sentir lixo deitado na rua...
Viver a sombra das escolhas,
Atormentada por dor sem origem definida...
Apenas acido que queima o meu corpo,
Apenas luzes que se apagam,
Apenas metas que parecem cada vez mais longe...
Todos temos um destino,
O de uns é ter rios de alegrias,
O de outros um mar de lágrimas...
De que serve aproveitar momentos,
Se nao passam apenas disso...
De que serve gravar sorrisos,
Se o que fica na memoria são as lágrimas...
De que serve acreditar que sou diferente,
Se apenas me resumo a uma simples mortal,
Que nem sequer é capaz de controlar o seu próprio destino...

2 comentários:

António Inglês disse...

Bom dia amiga CI

As lágrimas fazem parte da vida. Umas vezes são de alegria outras de tristeza, mas repare que em qualquer dos casos nos vão tornando mais fortes.
Vejo pelas suas postagens que a sua relação com o destino não está no melhor caminho. Acredite que são fases minha amiga. A vida, quando menos esperar, dar-lhe-á a resposta que espera há muito.
E a uma carinha linda como essa sua, a vida não pode ficar indiferente. Poderá parecer distraída, mas um dia sem esperar, verá que vai ter tempo de olhar para trás e relembrar os momentos menos bons e continuará a ordem normal da vida...
Se a vida fosse apenas um rosário de boas contas, isto tudo deixava de ter graça. É preciso que saibamos que tudo o que custa conquistar é o mais saboroso e o que dá sal à vida. Acredite, especialmente em si,
Um abraço
António

ci disse...

antonio- dificil...

beijo da ci