segunda-feira, 22 de março de 2010

Talvez


Talvez o sorriso não fosse o mesmo
Talvez os sonhos tivessem mudado

Talvez, talvez...

Vivia assim
como uma gata que procurava o sol
para se aconchegar
para se purificar

Agora fica presa entre as nuvens
que lhe bloqueiam os limites
que lhe escondem os horizontes

Ou talvez não

Talvez os sonhos não tivessem mudado
e o sorriso
o seu único sorriso
fosse o mesmo de sempre

Talvez talvez...

4 comentários:

continuando assim... disse...

Convite
O livro "Continuando assim...", foi maltratado...

Resolvi por isso, e porque tanta gente não encontra o livro onde deveria estar (nas livrarias), recontar a história
Lá no …. Continuando assim… www.continuandoassim.blogspot.com

Vamos em metade da história, o livro reescrito, não está igual (nem poderia!) ao que foi editado.
Obrigada a todos os que vão seguindo (pois só assim vale a pena).
Um obrigada especial a quem ainda não conhece e chega de novo

Uma reflexão em relação a todo este assunto entre livros, autores e editoras, e um conselho, se é que me é permitido:

--- quando vos pedirem dinheiro para editar as vossas palavras, simplesmente digam que não ---
BJ
Teresa

Olhar Meu disse...

Adorei este teu cantinho...
revi-me em muitas das tuas palavras. Vou voltar certamente.

Bjo
Fatima

Avlis Irevas disse...

"Agora fica presa(...)"
então, se os sonhos não mudaram e ela continua a procurar o sol. Deixe-me ver se entendi: talvez ela estivesse bem e talvez ainda esteja bem.
Belo jogo e belo poema.

Vera Carvalho disse...

O céu, o horizonte e o sorriso não têm amarras, tal como as tuas palavras.

Um abraço Ci.